segunda-feira, 25 de maio de 2009

VÁRIOS TIPOS DE "GRIPE"

Fala-se muito em “gripe”, mas é preciso conhecer mais sobre esse assunto. Na realidade, há mais de um tipo de “gripe”. Com diferentes sintomas e gravidade.Todas elas são causadas por vírus e não respondem aos anbióticos, a não ser quando há complicações.

Primeiramente, temos o RESFRIADO COMUM, cujas cacterísticas são as seguintes:
Ataca mais o nariz e a garganta
O início é gradual
Há corrimento nasal e entupimento do nariz
A recuperação é rápida
As complicações são raras
Pode ocorrer durante todo o ano
A medicação é só para aliviar os sintomas.
Não há vacina

Em segundo lugar, temos a INFLUENZA, também chamada erroneamente de “gripe”.
Suas cacterísticas são as seguintes:
Ataca todo o organismo
Aparece de repente
Apresenta de febre alta
Os sintomas são: calafrios, prostração, dores musculares, dor de garganta, muita tosse.
Duração: 1 a 2 semanas, podendo estender-se por mais tempo

Complicação: Podem ser severas, por exemplo, pneumonia, sinusite, bronquite, traqueobronquite e outras.
Ocorrência: Observa-se mais no outono e no inverso
Proteção: Existe vacina, que deve ser aplicada anualmente. Nas crianças, de 6 a 10 anos, dá-se duas doses, com intervalos de um mês entre as doses. Nos demais, apenas uma dose anual.
Duração da proteção: A maioria das pessoas estará protegida dentro de dois semanas, após a vacinação. A proteção dura de 7 a 12 meses.
Só não podem receber a vacina as pessoas que tiverem alergia a neomicina, gentamicina, ovos e derivados.
As reações indesejáveis da vacina podem ser dores no braço, febre baixa, cansaço.Todos esses sintomas são passageiros.

Informativo MEIZLER (24/03/07) E ESTADO DE ALERTA, revista Diálogo Médico, junho de 2003.

Finalmente, temos atualmente a gripe A, inicialmente chamada de “gripe suina”, cujos sintomas são semelhantes aos da INFLUENZA, mas que é produzida por outro tipo de vírus, de aparecimento recente. Ainda não há vacina para esse tipo, embora os centros de pesquisa estão trabalhando nesse sentido. Ainda não se conhece muito as conseqüências dessa doença, por causa de seu aparecimento recente.

Um comentário:

geise disse...

a suína é terrível,tomem cuidado com ela